É BORRACHA NATURAL LATINO-AMERICANA!

>>É borracha natural latino-americana!
> (Release 22/05/2020)

No último dia 13 de maio de 2020, às 17h, 164 pessoas de 13 diferentes nacionalidades se inscreveram para participar do webinar beneficente “Planos estratégicos e de contingenciamento para Seringais na América Latina”. O encontro reuniu participantes do Brasil, Argentina, Peru, Venezuela, Colômbia, Chile, Equador, Costa Rica, Guatemala, México, Panamá, Estados Unidos e Espanha.

Organizado pela união de esforços da ABTB (Assoaciação Brasileira de Tecnologia da Borracha), ANIP (Associação Nacional das Indústrias Pneumáticas), Apabor (Associação Paulista de Produtores e Beneficiadores de Borracha Natural), IRSG (International Rubber Study Group) e SLTC (Sociedad Latinoamericana de Tecnologia del Caucho), o evento durou 2h40, nas quais os participantes tiveram acesso às informações pertinentes para o momento de crise causado pelo COVID-19 no setor.

Durante a abertura, os presidentes das entidades deram boas-vindas aos participantes e, em seus discursos, reforçaram a importância da interação positiva entre as entidades não só para trazer informações importantes para a Cadeia Produtiva, como também para unir esforços para levar ajuda aos grupos mais vulneráveis da mesma.

A este exemplo, toda a renda arrecadada no evento foi destinada ao Programa de Solidariedade da Apabor que conta com um projeto de distribuição de Cestas Básicas às famílias de seringueiros brasileiras que, no momento, estão sendo duramente atingidas pela interrupção do comércio de borracha natural no país, sobretudo devido ao fato do país estar passando por seu pico de safra.

Cerca de 1800 famílias foram beneficiadas pela ação e receberam kits de alimentos e higiene, sendo que a ANIP sozinha foi responsável pela doação de 1.500 cestas básicas. “Nós acreditamos no trabalho em grupo, em que a união de esforços sempre traz mais benefícios a todos. Por isto, estamos muito satisfeitos de participar, junto com a Apabor, desta ação de solidariedade que nos permite ajudar um número maior de pessoas neste momento difícil”, afirma Klaus Curt Müller, presidente executivo da ANIP.

Na sequência do webinar, a primeira apresentação foi do Secretário Geral do IRSG, Salvatore Pinizzotto, que trouxe ao público uma contextualização do mercado na atualidade. Em alusão ao fracasso da Seleção Brasileira de Futebol na Copa de 1966 e sucesso na competição seguinte em 1970, Pinizzotto abriu sua apresentação falando na necessidade de reinventarmos a Cadeia Produtiva da Borracha.

“Fazer essa reviravolta exigiu inovação (...) e liderança, tanto na administração quanto no campo. O resultado: reinventando tudo, o Brasil voltou mais forte. Enquanto os negócios em todo o mundo consideram como eles podem se recuperar do tormento infligido pelo coronavírus a jornada brasileira do fracasso ao triunfo, nos faz refletir”, explicou o Secretário.

Pinizzotto mostrou ainda o quanto a Cadeia Produtiva da Borracha Natural foi impactada pela atual crise causada pelo COVID-19, a começar pela redução das previsões sobre o PIB mundial e consequente contração no consumo, sobretudo pela sua principal indústria, a de pneus. Para concluir, ele destacou a citação de William Hines: “Pandemias não são lineares – são exponenciais. Quando as coisas são interrompidas, elas nem sempre retornam ao estado estacionário. Estamos falando de sistemas complexos”.

Depois, a engenheira Yvette Richards falou sobre subsídios para planos de estocagem de matéria-prima no campo. Ela mostrou exemplos da história do armazenamento da borracha natural brasileira desde o extrativismo na Amazônia até os dias atuais. A profissional também apresentou uma série de premissas técnicas para garantir que, em caso de necessidade, o produtor possa estocar sua borracha na propriedade com garantia da preservação de sua qualidade, lançando a Nota Técnica de Armazenamento da Apabor, da qual foi Coautora, para encerrar sua apresentação com chave de ouro.

Na sequência, Gunther Lotmman, especialista em borracha natural, apresentou aos participantes as possibilidades de inovação em produto e agregação de valor problematizando a necessidade da criação de uma estratégia diversificada de mercado variando os produtos para pneus com autopeças, indústria médica e até mesmo serviços ambientais.

O lançamento do Comitê de Inovação SLTC, do qual Lottmann é Diretor, deixou bases para a construção destas alternativas.
Por fim, Diogo Esperante, Fabio Magrini, diretor executivo e presidente Apabor, respectivamente, e Paulo Garbelotto, presidente da ABTB, se juntaram aos palestrantes para uma seção de perguntas.

Em sua intervenção, Esperante destacou que além da grande oportunidade de trazer informações pertinentes e de ajudar aos seringueiros brasileiros, o evento possibilitou darmos mais um passo na integração do Mercado Latino-americano de Borracha Natural, “para que um dia possamos dizer não que se trata de uma borracha brasileira, colombiana, mexicana ou guatemalteca, mas que falamos em nome de uma borracha latino-americana!”, encerrou o diretor.


Fonte: http://apabor.org.br/sitio/webinarSLTC.php